terça-feira, 27 de setembro de 2011

Um passo de cada vez.

Quando você realmente deseja trazer alguém pra sua vida, a primeira coisa que precisa ter é paciência. O caminho para conquistar um espaço no mundo de outra pessoa é longo, cheio de curvas, obstáculos, e muitas vezes, doloroso. É trabalho pra poucos, afinal nem todo mundo aguenta. Não é qualquer um que persiste até o fim, e que vai além dele. As primeiras conversas devem ser serenas, salpicadas em descrição, revelando apenas o necessário. Vocês são estranhos, e ainda serão no mês seguinte. Então, é preciso ir com calma. Amizade e amor verdadeiro não nascem do dia pra noite. Isso é fruto de muito esforço, de muita convivência. Na verdade, é como se você pegasse uma semente e a coloca-se em um bocado de terra. Você olha, rega, e pensa que demorará tempo demais para que ela um dia cresça e seja bonita de admirar. E por um instante esse pensamento chega a lhe deixar perplexo e levemente aborrecido. Você quer que seja mais rápido, no ritmo ditado pela sociedade, onde em um dia se tem e no outro não, em um dia se ama, no outro não mais. Isso torna os sentimentos intensos, e superficialmente eles serão mesmo. Muitas pessoas chamarão isso de "fazer valer à pena", viver o momento sem pensar em um depois. Mas "fazer valer à pena" é diferente de "fazer durar". O ideal é que as duas coisas andassem juntas, de mãos dadas, e isso soaria como um bonito final feliz. Mas e o tempo que se leva? E as feridas que sangram ao longo desse caminho? Quem é capaz de aguentar? Quem irá regar a plantinha dia após dia sem nunca perder o animo? Eu não sei. Mas será uma pessoa de sorte, com certeza. Além de ter feito valer à pena, fará com que dure também. Porque tudo que é alimentado e cuidado se torna forte. E no fim, o sentimento é confiável, é maior, mais bonito. Você pode admirar o fruto do seu trabalho ardo e dizer "eu consegui", sabendo que cumpriu sua missão, e que você se tornou tão importante na vida de alguém quanto ela é na sua.

2 comentários:

Gabriela Bruschini disse...

Maravilhoso, Laís. Disse tudo mesmo. Dizem que o mundo só caminha pra relacionamentos abertos, quem diz isso não teve paciência pra cultivar a pureza das palavras - praticamente o alimento do amor verdadeiro.
Congratulations. =)

Yuri disse...

uaall muito bom laís!
concordo com tudo...feliz daqueles que conseguem fazer isso...